domingo, 17 de novembro de 2013

Como um lago raso demais no qual é praticamente impossível mergulhar de cabeça.
Desculpa, mas eu não consigo ir mais do que isso. Eu queria, mesmo. Conseguir engolir todas as suas confusões e guerras mentais só para te ter livre e poder mergulhar em você. Mas eu te entendo. Também tenho minhas paranóias, e as vezes parecem maiores que as suas. Sou tão louca quanto, mas meu auto-controle vence. Ninguém tem interesse em surtos emocionais e muito menos no que eu penso. Talvez eu devesse falar mais, falar mais alto, gritar e cuspir tudo o que eu de fato penso. É tudo muito raso. As pessoas me parecem tão artificiais, mas acho que o problema está comigo. Eu sou, ou melhor, eu estou como um fio desemcapado. É só encostar que dá estrago. Desculpa.
Eu sinceramente não queria te envolver nisso. É tudo meu, você nem parece querer dividir seu mundo comigo. Só me conta fragmentos, e eu por ser assim como sou já me preocupo demais, e tento não demonstrar mas estou louca. Uma loucura compartilhada sempre é boa. Mas você não se compartilha. Talvez eu nem conseguisse mesmo, mas eu gosto de tentar, sabe? Só que as tentativas não me parece suficientes. Você está longe e eu estou surtando. Estou trancando a porta duas vezes para me certificar de que você não vai voltar. Sem mais estragos.
Mesmo sabendo que se voltar eu vou pular a janela e te abraçar. Mesmo que você não mereça. Mesmo que eu não mereça.
Eu só queria uma prova de que é real. Uma prova de que tudo isso não é unilateral. Chute a porta, empurre toda a bagunça que está na minha casa, sente-se no sofá e empurre as incertezas pra lá. Não há porque se perder em lugar algum. É só querer me querer porque eu quero mais um café bem doce.
Mas parece que não quer, ou que hoje não vai dar, e quando der pode ser que eu eu não esteja mais por aí no seu bairro. Na sua. Apenas fique um pouco mais aqui comigo. Não estou pronta para ser largada. Por favor e desculpa.
Sério, se você quiser alguém para te alegrar e te dar aquilo que todos os homens querem, você sabe o que tem que fazer. Isso é fácil, ainda mais para você.
Mas se quiser uma loucura compartilhada... Desculpa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário