quarta-feira, 10 de julho de 2013

Porque todos me olham desta forma?

Porque todos me olham desta forma?
Parece que escondem um mundo atrás das pupilas, e eu simplesmente não consigo ver através delas. Olha aqui, rapaz, no fundo dos meus olhos para eu poder ler os seus segredos.
Eu simplesmente me comprometo a desvendá-los, e como um simples bardo irei escrevê-lo.
Mas és louco! Já te disse isto. Como escondestes tantas coisas?
São mares infinitos, que nunca se findam, justamente por serem infinitos.
Escute aqui seu moço bonito, eu quero dançar para você. Quero ver o brilho que irá surgir em seus olhos quando eu balançar minha saia na valsa que irei dançar pelos salões do inferno. Estará escuro e não haverá mistério. Apenas os nós que nos laçam enquanto eu tento ler os seus mitos.
Lembro-me de como me chamou naquela noite. Eu me sentia bem. Parecia que não existia medo. Não havia medo. Mas hoje tenho.
Parecia que havia um espelho entre nós. Eu via a mim em você. E de todas aquelas promessas eu só consegui tirar uma flor. Porque foi assim que você me chamou. De flor. Então venha e faça "bem-me-quer ou mal-me-quer" comigo. Arranque minha pétalas ou me cheire ou me jogue no chão quando eu murchar.
Tu sabes que és feito para me arrancar em partes e jogar uma em cada pedaço da Terra, não sabes?
Pois bem. Depois eu me recomponho. E enquanto você cheirar outras flores, eu vou namorar com o vento. Mas depois a Terra para, porque voltamos! Olha que lindo, voltamos!
Mas porque todos me olham estranho?
Parece que escondem amores não relatados, reprimidos e não recíprocos através dos olhos. Escutem aqui, vocês precisam de um livro!
Meus queridos, sofrer por amor não é infinito. Logo passa. E se não passa, de qualquer forma passará.
E eu vou estar lá. Vou estar lá te olhando desta forma, assim meio como quem consola. Mas na verdade quero é que você venha me consolar.
Olhe só, está frio lá fora. E imagine só o quanto de moças, que neste momento, choram, por não ter com quem conversar?
Já imaginaste? Pois bem, eu já!
Mas iremos voltar. Olha só que lindo, iremos voltar!



Nenhum comentário:

Postar um comentário