sábado, 20 de julho de 2013

Eu realmente preciso de companhia, e desta vez eu estou com sono

Pode chegar. 
Eu sei, está meio bagunçado mas sempre foi assim. Só te peço uma coisa: venha para ficar e não para bagunçar mais e ir embora.
Eu realmente preciso de companhia, e desta vez eu estou com sono.
Só quero seu ombro emprestado para eu dormir. Só.
Depois eu te devolvo, eu juro.
É que eu sou carente mesmo. Geralmente as pessoas vêm e bagunçam isso aqui e eu fico com preguiça de arrumar, aí toda vez que chega alguém novo eu penso que essa pessoa vai me ajudar a arrumar aquela bagunça quando na verdade ela veio para bagunçar mais ainda e depois ir embora.
Mas eu entendo. As pessoas são idiotas mesmo. Deixa qualquer um segurar sua mão e dizer que vai ficar tudo bem.
Cara, acredita em mim. Não vai!
E é fácil acreditar nisso. Toda vez que eu saio de casa sem guarda-chuva, chove meio mundo. Quando eu levo blusa de frio, guarda-chuva, galocha e uma canoa para passar pelas enchentes da parte baixa da cidade, faz um calor desértico, e eu sou obrigada a carregar tudo isso nas costas sem falar do peso do sol batendo na minha testa.
Aí você me pergunta: "Nossa, mas porque você não deixa tudo para lá? Vai ficar carregando peso a toa? Depois você compra outro guarda-chuva, blusa, galocha, canoa...". E aí eu te respondo: "Mano, não consigo deixar as coisas assim."
E é fácil entender isso. Parece que se eu deixar essas tranqueiras para trás, na primeira esquina que eu virar vai cair o maior pé d'água. Apolo vai fazer questão de guardar o sol só para ele, só porque eu deixei as minhas coisas para trás. Aí você me pergunta: "Nossa, mas porque você não volta e não busca?". E eu te digo esfregando o olho como quem está com sono, e olha que eu estou: "Ah, tenho a impressão de que se eu voltar e pegar tudo aquilo, não vai dar 2 minutos e Apolo libera o sol de novo só para eu deixar de ser besta."
E olha que eu sou besta mesmo. Ainda mais quando eu estou com sono.
Antes de dormir, escuta essa música aqui.
É do City and Colour. Bonito né?
Pois é. Eu quero um cochilo assim. Leve.
E um amor também.
Ah... falar de amor antes de dormir é muito chato. Dá mais sono ainda. Todo mundo fica falando tudo o que a gente já escutou e falam, e falam, e falam e não falam nada. Nada que esclareça ou que seja realmente legal. Só ficam filosofando e poetizando, e olha que eu amo Filosofia e Poesia, mas não antes de dormir.
E não sobre o amor.
Amor é chato.
Tipo eu. Uma coisa chata.
Deve ser por isso que eu não sou daqueles tipo de amigos super legais e antenado, que sabem de tudo e são bonitos.
Parece drama mas é mesmo. É que eu estou com sono.
E eu quero tanto ir dormir. Tenho a impressão de que terei um cochilo muito bom. Bem tranquilo.
Mas eu não queria. Tive um dia maravilhoso, e queria mais.
Mas precisa haver um balanço. Isso é uma bosta. Se o dia foi bom porque a noite não pode ser boa também?
Ah, estou falando besteira já.
Na verdade, eu só queria que você ficasse aqui comigo.
Não fuja enquanto eu estiver dormindo.
Da última vez fizeram isso e não foi muito legal.
Eu te prometo fazer um café bem bom quando eu acordar. Mas fica aí.
Eu prometo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário