domingo, 3 de julho de 2011

Monstro -Parte 2

Me deixe ver o que fiz,
as marcas que deixei ao ir embora
os estigmas daquela noite
em que tudo simplesmente se foi.
O calor sobe por minhas pernas
e eu não consigo correr,
e me lembro do seu cabelo bagunçado
e espalhado pelo meu travesseiro.
Me deixe ver que perdeu
e que não sou mais apenas uma sombra,
uma mancha no seu armário,
uma lembrança que bagunça sua cama
e depois foje de tudo,
como quem corre da guerra
que me faz explodir,
então se não acredita em nós,
simplesmente me deixe aqui,
no escuro,
e continue tendo pesadelos
sobre quem eu fui, ou deveria ser
pra você.
Um monstro,
do seu guarda-roupa,
que não existe,
uma sombra que some pela manhã,
uma mancha que desaparece
com a chuva,
um monstro.

Conto/poema totalmente inspirado na música Monster da banda Paramore.
Para ouvir a música, acesse: Youtube - Monster

Nenhum comentário:

Postar um comentário