sábado, 31 de julho de 2010

Penhasco

Explosão de ideias

Pra quê gritar se ninguem vai te escutar?
Guarde sua voz para termos o que conversar,mesmo sabendo que nada é o bastante,quando tudo o que me preenchia se esvaiu em um mar de ilusões
Agora,fico eu,aqui,sentada sozinha,no meio de multidões.Vendo tudo passar correndo,e então te vejo sorrindo...era lindo.
Mas se esvaiu.
E enquanto eu espero aqui sentada,ser resgatada por alguém,uma brisa me bate ao pé do ouvido e me prende em escutar:
-Sei que você não queria,mas vai ter que ceder,vai ter que olhar...
Então meus olhos se abrem,eu sei que não queria ver,eu tinha simplesmente um medo de sentir o que nunca me permitiu.Mas ainda sim eu me arrisquei,um penhasco então se formou sob meu pés e o céu sobre a minha cabeça escurecia,sim...era tudo que eu queria...
Mas eu fui forte e consegui ver,enquanto do meu lado,você caia,e eu te via sofrer...Foi doloroso,mas você quis que fosse assim e então se jogou sem mim.
E hoje,eu.aqui em pé não vejo mais o que vi um dia,então,digo que foi simplesmente uma madrugada de brisas e desabafos,minhas explosões de ideias ficaram,mas não sei se poderei ir tão longe quanto minhas pegadas no caminho do Paraíso.
Sim,para mim você foi tudo.Sim,foi tudo isso!!


Ana Carolina

Nenhum comentário:

Postar um comentário