sábado, 31 de julho de 2010

Desabafo

Se eu pudesse e conseguisse dizer tudo o que quero e penso o mundo se calaria.
Enquanto uns se torturam por beleza,outros são torturados pela fome e por ratos egoístas.
Para uns o mundo ababa todo dia,enquanto suas famílias derrubam lágrimas que se tornam cacos de vidro,assim como sonhos destruídos.
Pensarei em falsas promessas nunca cumpridas,esperanças destruídas pela fé e corações partidos com as lanças dos cupidos.
Olhos que brilham e não dizem nada,palavras ditas e que são apenas palavras.
O vento que entra pela minha janela tráz um som através da brisa gelada.Pulsos.
Sinal de que ainda há um coração aqui.
E apesar dele,eu cansei de falsos sentimentos.Isso não faz parte de mim.Lágrimas partirão o chão,e no entanto elas secarão dentro de mim.
Enquanto você ri,minha seriedade é minha camuflagem para a minha única natureza.Escrever.

Nessas horas parece que nem o Carpe Diem faz mais efeito.
Sentimentos,são só palavras?
As flores cobrem os campos e cada botão é uma variedade de sentimento e quando eu finalmente morrer,meu corpo será lançado contra os botões que ainda iram se abrir e em minha lápide será escrita:
''Adeus Sophia,vou embora desse lugar.''


Ana.

obs:[Sophia será o nome de minha filha futuramente]

Nenhum comentário:

Postar um comentário